MINHA SEDE


Não é de água a minha sede...

Minha língua pede sua saliva

E a pele clama pelo seus dedos

Desenhando minha geografia .

Meus ouvidos ensurdeceram

Sem suas palavras de amor

E os olhos já nada enxergam

Fora o vácuo do canto nosso .

Não é de água a minha sede... .

E esse deserto escaldante

Que consome os meus dias

Somente será amenizado

Quando eu beber a sua boca .

Lena Ferreira




4 comentários:

*Mi§§ §impatia* disse...

O Natal chegou. Com ele nossas esperanças, nossos novos sonhos. Que nossas esperanças estejam sempre vivas, e que nossos sonhos tornem-se realidade. E que neste Natal o amor, a fé e a esperança estejam presentes em cada um de nós, que a cada novo dia do ano que está para começar estejamos iluminados. Feliz Natal, para você e a todos os seus familiares.

Beijos no coração.
Miss Simpatia.

AMOR E POESIA disse...

Parabéns!
Seu blog está de muito bom gosto! Suas poesias são lindas apaixonantes e senxuais!!!
Aproveito para te agradecer sua visita e seu comentário em meu blog...Ficaria muito feliz se voltasse a fazer seus comentários que pra mim é muito impostante e uma grande honra!
Beijos.

Rick Forrestal disse...

I love kissing. Great blog, great photos, great music.

★★ GIZA ★★ disse...

oi flor
tem selinho para ti no blog:
http://amorimortall.blogspot.com/2011/01/selinho-amor-imortall.html
me segue por lá também
beijos